Montando um laboratório de estudo com Debian x64 e Hyper-V no Windows 10. Parte 2

Dando continuidade ao post anterior, vamos mostrar como realizar a instalação do Hyper-V e criar uma Máquina Virtual para nosso laboratório com Debian.

Instalando e Acessando o Hyper-V.

Caso já tenha o Hyper-v instalado no seu Windows 10, abra-o, caso contrário, basta habilitar o recurso em Programas e Recursos do Windows.

Clique com o botão direito no botão Windows e selecione “Programas e Recursos”.

Selecione Ativar ou desativar Recursos do Windows > Selecione Hyper-V > clique em OK.

Quando a instalação for concluída, será solicitado reiniciar o computador.

Para acessar o console do Hyper-v, basta pesquisar.

Criando um disco virtual para instalar o Debian.

Nesse primeiro passo precisaremos criar um disco virtual, VHDX, criaremos via Powershell(https://technet.microsoft.com/pt-br/library/bb978526.aspx). Diferente de instalações do Windows, quando é utilizado partições não NTFS (por exemplo ext). Para isso abre o console do powershell com permissões administrativas e utilizaremos o Cmdlets “New-VHD”, para realizar a criação do VHDX. Digite:

New-VHD -Path \caminho\da\vm\arquivo.vhdx -SizeBytes 127GB -Dynamic -BlockSizeBytes 1MB

Veja no local que você indicou que o VHDX foi criado.

Desta forma o VHDX criado será dinâmico, com um tamanho de 25GB, ou do tamanho que definir, e com BlockSizeBytes de 1mb.

Como estamos iniciando um laboratório, não criarei a Máquina virtual por completa utilizando o PowerShell, pois envolve vários outros assuntos que devemos estudar antes, apenas criei o VHDX por ser uma recomendação da Microsoft para MVs Linux.

Criando Comutador Virtual (Rede Virtual).

No menu lateral direito, clique em Gerenciador de Comutador Virtual. Existe 3 possibilidades para criarmos:

Externo: Placa de rede recebe um IP do seu adaptador de rede do host físico.

Interno: Será criada uma rede em que seu host físico e as maquinas virtuais poderão se comunicar, não havendo saída para rede externa.

Particular: Somente há comunicação entre as Maquinas Virtuais.

Criaremos uma do tipo Externa. Para poder deixar o nosso Laboratório com acesso à internet. Clique em Criar Comutador Virtual e na tela que se abrirá digite o nome “Rede Externa” e selecione a placa de rede com saída para a Internet (Com ou sem fio) e aplique a configuração.

Criando a Máquina Virtual.

Nesse momento irá criar sua Máquina Virtual. No menu lateral direito, localize Novo > Máquina Virtual.

Será aberta a seguinte tela. Dê um nome a sua nova VM e também poderá escolher o local de armazenamento. Clique em Avançar.

Na próxima tela, você deve escolher qual a geração da sua VM, veja Geração 1 e Geração 2.

Basicamente, a Geração 2 remove todo o Hardware Legado (não tem mais Floppy, placa de rede legada, IDE etc.) além de possuir algumas novas funcionalidades:

  • · Boot seguro (habiitado por padrão);
  • · Boot através do SCSI virtual disk (visto que não há mais IDE);
  • · Boot através do SCSI DVD (visto que não podemos mais usar um DVD físico);
  • · PXE boot usando uma placa de rede padrão;
  • · UEFI firmware support (visto que o BIOS-based firmware foi removido);

Desta forma, apenas há suporte para essa geração sistemas posteriores ao Windows 8 x64 e o Windows 2012.

Escolha a Geração 1, já que iremos instalar um Linux, e clique em Avançar.

Nesse momento, será preciso informar a quantidade de memória que sua VM terá, isso dependerá muito da quantidade de memória do seu host físico. Estarei utilizando 1Gb e com memória dinâmica habilitada. Clique em Avançar.

Agora é preciso informar a interface de rede. Selecione a interface Criada anteriormente e clique em Avançar.

A próxima tela, você deverá selecionar o disco VHDX criado no anteriormente, selecione a opção “Usar um disco existente” e informe o caminho em que ele está localizado e clique em Avançar.

Será apresentado um resumo de todas as configurações e pode clicar em Concluir.

Agora precisaremos incluir a imagem ISO na máquina virtual, para enfim iniciarmos a instalação do Sistema Operacional. Demorou mais chegou a esse ponto.

Clique com o Botão direito em cima da Máquina Virtual Criada e vá em Configurações.

Nesta janela será possível acessar todas as configurações existentes na sua Máquina Virtual, desde de memória, opções de boot, adaptador de rede e etc.

Clique em Unidade de DVD dentro de Controlador IDE1. Selecione a opção Arquivo de Imagem e procure pela imagem ISO que você efetuou o download. Clique em Aplicar e OK.

Até esse ponto, sua Máquina virtual está configurada e pronta para ser iniciada. No próximo post estarei mostrando como liga-lá e instalar o Debian.

Montando um laboratório de estudo com Debian x64 e Hyper-V no Windows 10. Parte 3

Originally published at https://www.bernardolankheet.com.br on August 7, 2016.

Monitoring, DevOps Student and content creation!

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store